sexta-feira, 18 de abril de 2014

UM PRESENTE À SUA ESPERA Mensagem dos Arcturianos


UM PRESENTE À SUA ESPERA
Mensagem dos Arcturianos
Canalização de Sandra M. Luz.
11/04/2014


Quando veio essa frase em meu pensamento, adorei. 

E logo procurei sentir de quem vinha. 
E então senti a energia amorosa dos irmãos Arcturianos.

Iniciei a minha conexão telepática com eles e fui recebendo os ensinamentos.



Saudações, querida irmã estelar.
Aqui estamos através desta conexão para compartilhar ensinamentos.



Digo que estou pronta e eles então começam a transmitir.


À medida que vocês começam a ter consciência de suas novas realidades, trazem para seu interior a importância de viver cada minuto de suas vidas buscando o equilíbrio, a felicidade e os ensinamentos que permitirão evoluir.


Os diferentes níveis de dimensões permitem ao ser vivenciar inúmeras experiências. De acordo com seus aprendizados já adquiridos e suas frequências vibracionais, podem experimentar muitas lições em um tempo determinado por ele.


A cada elevação de frequência vocês aprendem mais e transformam situações em suas vidas. Transformam seus pensamentos e sentimentos, e respondem a cada situação de uma forma diferente, com mais equilíbrio e menos sofrimento.


Aqui chamamos isso de “presentes divinos” ou “bênçãos divinas”.


De acordo com o seu desejo e no seu tempo, vocês definem o que querem vivenciar e o fazem da forma como sabem. Este presente divino é poder ganhar a cada lição aprendida uma nova frequência, uma sensação de que você conseguiu passar pela lição e que isto o tornará mais forte e confiante para a próxima lição.


Assim como em suas escolas, no plano espiritual não se passa para um nível mais elevado de frequência se vocês não estão aptos para isso. E vocês, queridos irmãos, estão recebendo uma grande ajuda vinda do Céu, para que aprendam mais rápido e possam desfrutar os presentes que os esperam.


A maioria de vocês ainda está muito presa às informações de que estão aqui para sofrer, de que tudo é difícil e incerto. Essas informações inibem seus passos de coragem rumo ao novo.


Por isso, esta ajuda divina está sendo mais intensa pois vocês, ainda que não percebam totalmente, já sabem, através do que já vivenciaram, que não desejam ser infelizes e sofrer.


Chegará um tempo em que vocês entenderão que o sofrimento foi uma opção para viver cada lição. Mas quando este tempo chegar, respire fundo e diga: eu fiz o meu melhor. E continue caminhando sem culpa e sem julgamentos.


Vocês estão acostumados a “ver para crer” e só acreditam naquilo que estão vendo com seus olhos físicos. Mas o mundo que está pronto para ser vivido por vocês é reconhecido através do “sentir”, do “crer para ver”, pois neste novo mundo não se precisa provar nada, precisa apenas “sentir”.


Entendemos que ainda pareça confuso vocês vislumbrarem isto, pois seus registros ainda são de que as coisas não são tão fáceis assim. Mas, acreditem queridos irmãos, no mundo que vivemos e que vocês também poderão viver, tudo é simples assim: você se comunica com seu coração e traz o que deseja à sua realidade.


Observamos que vocês veem os noticiários de diferentes meios de comunicação e estas informações trazem cada vez mais insegurança em seu interior, mas vocês podem mudar isto.


Você pode através de seu coração e de sua intenção irradiar luz e amor aos lugares de conflitos, às pessoas que ainda sentem algum ressentimento ou mesmo às mentes confusas alimentadas por seres que não estão comprometidos com a luz e o amor.


É preciso decidir-se em deixar as lições do passado, tirando este peso enorme que não deixa vocês caminharem, e reafirmar seu compromisso de estar aqui para ser feliz e evoluir e que para isto precisam conhecer, experimentar e vivenciar aquilo que realmente traz esta felicidade.


Libere as mágoas, tristezas, ressentimentos. Converse com seu interior e com seu corpo. Peça perdão ao seu interior por ter colocado tantas energias desarmoniosas e leve o amor de seu coração para todo seu interior. Deixe que o seu amor cure todas as feridas de seu interior e sinta-se leve e em paz.


Depois de fazer isso, coloque sua mão em seu coração e diga que está pronto para vivenciar a felicidade, que merece ser feliz, que acredita que terá toda ajuda que necessitar, que confia que tudo fluirá bem em sua vida.


E então começará a experimentar o fluir de sua vida, o sincronismo agindo. Estarão começando a vivenciar as novas frequências e a cada dia desejarão caminhar cada vez mais para frente.


O que virá será sempre bom se você acreditar, então acredite!


Quanto mais de vocês estiverem felizes e equilibrados, mais estarão irradiando esta energia a outros e então seu mundo e o mundo deles também estarão vibrando numa nova frequência.


Um presente à sua espera, um mundo onde você poderá viver em paz, em equilíbrio, na luz e no amor.


Você deseja vivenciar isto?
Então siga em frente, acredite que você merece este novo mundo.



Desejamos que todos vocês possam vivenciar este mundo novo e que a felicidade, o amor e a luz possam ser sentidos por todos.


Saudamos a todos vocês na frequência do amor e da luz.
Somos os Arcturianos.

Por favor, respeite todos os créditos ao compartilhar.
http://stelalecocq.blogspot.com.br/2014/04/arcturianos-um-presente-sua-espera.html
É permitido compartilhar esta mensagem e sites e blogs desde que seja respeitado o texto original e os créditos ao autor. NÃO É PERMITIDO INCLUIR, ALTERAR OU EXCLUIR qualquer parte deste texto. Por favor respeite.
nososarcturianos.blogspot.com.br
sandramluz2011@gmail.com
Grata Sandra!

LUZ!
STELA






Fiquem com Luz
 ! 
e sempre observem tudo com a verdade do seu coração !  
A Vitoria da Luz esta próxima...! 

Ssapyará (Rinaldo)
Blogwww.caminhodecura.blogspot.com.br
Blog - 
www.rinaldoalvesfotografias.blogspot.com.br
Email - rochalve@msn.com

quinta-feira, 17 de abril de 2014

IMPORTÂNCIA DE GOSTAR DA VIDA NA TERRA

Posted: 14 Apr 2014 07:51 AM PDT


No Caminho Espiritual, há muitos trabalhadores da luz cujo único propósito é fugir da vida na Terra. Eles mal conseguem esperar pela libertação, pela ascensão e pelo momento de partir.

Há outros que consideram a Terra uma espécie de prisão. Tudo isso não passa de pensamentos equivocados. Na verdade, como já disse muitas vezes nos meus livros, o universo Material e a Terra são um dos “Sete Céus” de DEUS.

O propósito da vida e do Plano Divino é fazer com que o Universo Material e a Terra reflitam a consciência pentadimensional e além dela. A Terra quando se tem dela uma visão correta, é uma escola de evolução espiritual, uma escola que nos faz praticar a Presença de DEUS e o serviço Espiritual.

Para ser realista, às vezes ela é uma escola muito dura, o que é agravado pelo fato de a consciência de massa não ser muito avançada. Isso vai começar a mudar na medida que entramos na Sétima Idade de Ouro.

Nos Caminhos Espirituais do Oriente e na Tradição Budista, o gosto pela vida na Terra não é devidamente tratado. O Oriente tende a rejeitar a matéria e o Ocidente tende a se identificar demais com ela. As duas abordagens são desequilibradas.

Para se tornar um Mestre Ascensionado pleno e integrar a Deusa, é essencial gostar da vida na Terra e ter prazer em estar aqui. Há muitos trabalhadores da luz que são workaholics e, no outro lado da moeda, há os que são hedonistas. O Senhor Buda demonstrou, em sua vida, como são falsas as duas abordagens e, é claro, ensinou a moderação em todas as coisas.

Não encarnamos neste mundo só para buscar a libertação e a ascensão, passar por níveis elevados de iniciação e depois partir. Mas essa é a atitude de muitos trabalhadores da luz. Com a chegada da Sétima Idade de Ouro, é hora de trazer DEUS à Terra, de trazer a consciência de DEUS a todos os aspectos da vida na Terra. Para isso temos que mergulhar na vida terrena.

Nosso envolvimento com a vida na Terra tem que ser total, mas não podemos nos identificar demais com ela. DEUS e os Mestres Ascensionados do plano interior estão pedindo que todos os Mestres e iniciados de alto nível permaneçam na Terra, mesmo que já tenham atingido a libertação e passado pelas iniciações de ascensão.

O objetivo é reunir “Um Novo Grupo de Servidores Mundiais” para transformar o mundo e a civilização terrena. Deus e os Mestres querem que discípulos, iniciados e Mestres se integrem a todas as instituições terrenas, a todos os aspectos da sociedade terrena, para transformá-los de dentro para fora.

O mundo precisa de Mestres e iniciados de alto nível na política, nas escolas, nas instituições econômicas, como líderes religiosos, médicos, advogados, cientistas, arquitetos, servidores sociais, terapeutas, artistas, homens e mulheres de negócios, só para dar alguns exemplos.

Para isso, os trabalhadores da luz têm que se envolver com a vida terrena e aceitá-la plenamente como uma “Face de DEUS”. Quem aceita e ama a Terra e a vida na Terra, aceita também a Deusa e a Mãe Divina, pois elas integram a essência da fisicalidade. Não é possível integrar a Deusa sem aceitar e amar plenamente a Terra e a vida na Terra. É muito importante viver uma vida equilibrada.

É importante realizar o serviço espiritual e as práticas espirituais, manter o controle sobre os próprios negócios e as próprias finanças e dominar todos os detalhes da existência terrena. Isso exige muito trabalho e uma atitude realista. No entanto, é essencial ter tempo para aproveitar este Sétimo Céu de DEUS!

Gostaria de falar um pouco sobre algumas coisas maravilhosas que há na Terra, que nós todos conhecemos mas nem sempre lembramos de aproveitar.

* A beleza da natureza é a primeira coisa que me ocorre.
* As estrelas no céu da noite.
* O gosto de uma refeição bem preparada.
* Fazer amor com quem amamos.
* Um banho quente.
* Ir ao cinema.
* Ver nossos programas prediletos na tv.
* Assistir a um bom evento esportivo.
* Ir para a cama quando estamos cansados.
* Trabalhar no jardim.
* Brincar com os animais.
* Admirar a beleza de nossa própria casa depois de arrumá-la.
* Uma boa massagem.
* Sair de férias.
* Encontrar os amigos só para se divertir e conversar.
* Ver o pôr-do-sol.
* Visitar os Centros de Poder Espiritual do planeta.
* Fazer caminhadas no campo.
* Sentir as cores e os cheiros da vida na Terra.
* Parar para cheirar as rosas.
* Comer as verduras que plantamos no nosso jardim.
* Ler um bom livro.
* Ir ao teatro, a um concerto ou a uma exposição de arte.
* Ouvir boa música no conforto da nossa casa.
* Ajudar quem precisa e ver o amor, a alegria e a gratidão de quem recebe a ajuda.

A lista é interminável.

A verdade é que muitas das coisas que mencionei não existem nas dimensões mais altas da realidade. Depois de atingir a libertação, talvez nunca mais tenhamos a experiência de viver num corpo terreno. Por isso, é melhor aproveitar esta experiência única e as lentes que ela nos fornece.

Muitos seres que vivem em dimensões mais altas gostariam muito de ter a oportunidade de encarnar num corpo físico e experimentar a vida através dos sentidos e do aparato que o corpo nos oferece.

Há uma lista de espera para entrar na escola terrena e o corpo físico é um privilégio muito cobiçado. Dos últimos 3.1 bilhões de anos da História da Terra, esta é uma das épocas mais extraordinárias para encarnar. É extremamente importante saber disso.

É agora que começa o novo milênio, que termina a Era de Peixes e começa a Era de Aquário. Vivemos na época do fim do Calendário Maia e do início da Sétima Idade de Ouro do planeta. No período que vai de 1980 a 2025, haverá mais crescimento espiritual, neste planeta, do que nos últimos 3.1 bilhões de anos de evolução.

Você quer deixar a Terra agora e perder a oportunidade de ouro de fazer parte desse extraordinário salto quântico na evolução da Terra? Está próximo o momento de os Extraterrestres entrarem abertamente em contato com o governo e com os povos do nosso planeta. Vivemos numa época em que a Deusa começa a retornar ao seu lugar de direito no destino da Terra.

Vivemos numa época de externalização da Hierarquia e de restabelecimento das Escolas de Mistérios do Senhor Buda, do Senhor Maytrea e da Hierarquia Planetária. Vivemos em uma época m que os Arcanjos e Anjos estão se deixando conhecer na Terra. Vivemos numa época em que é possível passar pelas iniciações em alguns anos quando, antes, isso levava várias vidas.

Vivemos numa época em que o sistema solar, a galáxia e até mesmo o Universo voltam a atenção para a Terra por causa do período singular e da aceleração espiritual que nosso planeta está atravessando. Meu amado Leitor, não é para ficar entusiasmado com tudo isso?

Na história da Terra, pela primeira vez há livros, celebrações, workshops, seminários e recursos espirituais em abundância, que lhe fornecem tudo o que você precisa saber para dominar a vida no nível Espiritual, psicológico e terreno.

Não esqueça que a felicidade e a paz interior são estados mentais, pontos de vista e atitudes que temos com relação à vida. Todos nós sabemos que os pensamentos criam a realidade. O mundo é uma tela de projeção de nossas atitudes, nossos pensamentos e de nossos sistemas de crenças. Só não somos felizes quando deixamos que algum pensamento equivocado do ego negativo nos invada a mente e o coração.

Não estou julgando ninguém, mas tentando animá-lo a mudar rapidamente de atitude e de ponto de vista, para que seus sentimentos e emoções se modifiquem. A chave para o sucesso é ver a vida do ponto de vista de Melquisedeque, Cristo e Buda.

Como você percebe ao ler este capítulo, há muita coisa para deixá-lo entusiasmado por estar vivendo, no Universo Material e na Terra, nesta época. Aproveite plenamente essa oportunidade.

Comparado ao quadro maior da evolução espiritual, nosso tempo aqui é muito curto. A vida na Terra nos oferece oportunidades de aprendizado e crescimento espiritual que os planos interiores de outros planetas não oferecem.

Tire proveito não apenas desta oportunidade de ouro mas, também desta oportunidade de platina, de viver a sua própria entrada, e a da Terra inteira, na Sétima Idade de Ouro!


Autor: Dr. Joshua David Stone
Fonte primária: Anjo de Luz
Fonte secundária: De Coração a Coração

quarta-feira, 16 de abril de 2014

CIÊNCIA - NO CAMINHO DA EVOLUÇÃO - O Cérebro, a Mente e a Consciência



Páginas 127 a 133 - 6º. Capítulo - CIÊNCIA - NO CAMINHO DA EVOLUÇÃO - O Cérebro, a Mente e a Consciência 
«O que somos hoje vem dos nossos pensamentos passados, e os nossos pensamentos presentes constroem o nosso amanhã, a nossa vida é a criação da nossa mente»


Buddha 

Durante uma vida temos a obrigação de evoluir mental e espiritualmente, desenvolvendo o cérebro, que o mesmo é dizer pôr a funcionar áreas que ainda trabalham de forma muito passiva, contribuindo para ligações que permitam à Consciência-Mente avançar no seu progresso espiritual a ser cada vezmais consciente.



O cérebro humano, como organismo vivo funciona de forma ordenada, com capacidade de construir percepções; é uma estrutura mecânica sem sobressaltos e com ligações apropriadas, que desenvolve uma certa consciência, básica, material, como acontece também com o cérebro dos animais.



Obedecendo o cérebro a um certo ritmo, naturalmente, precisa de tempo para correlacionar entre si o funcionamento dos seus mecanismos. Desta forma, quando a mente assume uma direcção mais rápida (uma emoção, um impacto brusco), força o normal funcionamento do cérebro e isto causa sofrimento pela incapacidade do cérebro acompanhar a mente e, forçados os sentidos, há exaltação do cérebro e agitação na respiração: é o descontrolo e a frustração. A mente quando sofre uma descarga emocional força o cérebro a dar instruções para acções (direcções do pensar), antes que as percepções sejam completadas causando desequilíbrios e conflitos, por consequência um mau estar. 
O cérebro é portanto uma máquina, e, se a mente tentar acelerar esse funcionamento, o resultado é o caos no Cérebro-Mente. Aprender a pensar e a respeitar o seu próprio ritmo, educando a mente a ser serena são algumas tarefas obrigatórias do ser humano.



Portanto, muitas das doenças mentais e depressivas, derivam de uma forma incorrecta de pensar, que leva o cérebro a fazer ligações para as quais não foi programado. Por exemplo; pensamentos mórbidos, até podem dar prazer a quem neles se compraze, contudo, estão a obrigar o cérebro a uma vibração estranha que vai ocasionar naturalmente, mau resultado na mente. A energia mental que foi criada, vai derivar numa função aleatória, que por sua vez a seu tempo, fará uma distorção mental tal, que se repercutirá como uma aberração ao próprio cérebro e provocará um grave desequilíbrio. Os maus pensamentos prejudicam o cérebro e a mente recolhe os seus frutos; mau estar, sentir incómodo e dor mental que leva à depressão. O cérebro sofre pressões, que bloqueia por consequência o seu correcto funcionamento e não havendo pensamento lúcido nem elevado, obriga o ser a uma forma medíocre de viver e, obviamente, a certo sofrimento.



Infelizmente uma grande parte da humanidade ainda se encontra neste “status” de viver. Na maior parte dos casos, para fugir ao seu próprio confronto, incapaz de compreender o que provocou a sua infelicidade, usa de violência nos outros de muitas formas; seja manipulando, tirando vidas humanas e animais, raiva e egoísmo. Disto advém um ciclo vicioso sem saída, onde de facto, tem de procurar ajuda – fármacos, que não vão às causas mas aos efeitos, e as lesões cerebrais provocadas pelos desacatos mentais, tornam o ser incapaz de governar a sua própria vida.



Quando há equilíbrio entre a mente que retém os sentidos e o cérebro que relaciona os seus instrumentos (memória) há um grande benefício físico, psíquico e espiritual que permite ao cérebro, pela acalmia mental, desbloquear e pôr a funcionar áreas que devido à forma exagerada de actuar da mente, não tinham oportunidade para se manifestarem, estavam passivas. Começa então, a partir daqui a existir uma maior sintonia entre Cérebro-Mente e Consciência-Espírito, num concerto de funcionalidade, que permite, maior lucidez e serenidade, rumo a nova expansão de Consciência.



Na realidade, todos os cérebros dos seres humanos basicamente em sua estrutura física são iguais, a diferença reside na evolução espiritual da Consciência que permite ao cérebro qualificar-se e obter maior expressão do Espírito-Consciência, que por sua vez, esta usa o seu próprio mecanismo de acordo com a evolução espiritual, ou seja; a Consciência-Mente-Espírito, é que usa o cérebro adaptando-o às suas necessidades, e, neste caso, o cérebro vai correspondendo, regenerando-se, e globalmente melhora o seu funcionamento do pensar, ao serviço de si mesmo: Mente-Consciência. Esta diferença distingue os seres, dos animais, pois o cérebro sem a Consciência espiritual funciona de forma rudimentar. Ela define o grau de evolução espiritual do ser, pela capacidade que a Consciência tem para usar o cérebro como resposta à vida.



Assim, muitos sintomas atribuídos a doenças não passam de verdadeiras distorções da mente, resultante da forma desequilibrada de viver. A função, Corpo-Mente, manifesta-se na vida do homem como uma unidade existencial, da qual, ninguém está separado e avançaríamos muito mais seguros, se dentro das investigações científicas estivessem englobadas todas as partes constituintes do ser humano como um Todo: Corpo-Mente, Consciência-Espírito. A grande cura consiste (se de facto não há já uma doença física, mas apenas psíquica), na tomada de consciência de cada um, a viver positivamente, a criar beleza e altruísmo, bem como encontrar um ponto devocional como referência para o justo viver.



Estudos científicos dizem-nos, que as pessoas que fazem alguma prática espiritual ou estão ligadas à religião são mais positivas, remetendo este facto para o nível psicológico, como um preenchimento da vida ou das carências afectivas.


Porém, não chegaram ainda ao conhecimento do verdadeiro motivo, pois não é disso que se trata, mas de um problema físico ao nível dos movimentos do próprio cérebro. O cérebro vem já com a capacidade de fazer funcionar determinadas células ligadas ao pensamento criativo, altruísta e à Inteligência Divina, e se tal não for realizado, o Cérebro-Mente-Consciência ressente-se. A Meditação é um dos meios de se cumprir a própria programação cerebral, bem como ajuda a atingir o objectivo da Alma.


Se os investigadores da área da Neurociência, observassem alguém no acto de meditar, ou se conhecessem a vida dentro de um mosteiro onde se pratica a Meditação, ou ainda se meditassem eles próprios, poderiam observar os seus próprios movimentos cerebrais e chegariam a conclusões muito interessantes. Com a Meditação ocorrem mutações visíveis que podem ser observadas até por aparelhos científicos. Também, se observassem o cérebro dos músicos ou dos seres mais sensíveis que escutam música harmoniosa, obteriam muitas respostas.



O cérebro, nos seus biliões de células e biliões de conexões por filamentos apresenta-se bastante complexo. Um cérebro tem cerca de 100 mil milhões de neurónios. Cada neurónio pode fazer cerca de mil a cem mil conexões sinápticas. 
Uma sinapse é a junção entre dois neurónios tendo o cérebro no seu conjunto cerca de 1.000 biliões de conexões ao todo. Cada ligação tem o seu propósito e significado, nada está ao acaso. Mas os neurónios e as sinapses não são tudo no cérebro, há outros constituintes para que o cérebro realize as suas funções, que não cabe aqui enumerar. O Cérebro-Mente é uma central neuronal muito complexa e complicada para que o Ser seja consciente.



O reducionismo, tudo reduzido ao científico (testado) descura a parte holística, falha grave, pois o Cérebro-Mente é um todo. O cérebro, matéria física é o suporte mecânico da mente (esta a parte holística) e a mente faz parte da Consciência ou Alma. Portanto, é a mente que molda os pensamentos, as percepções e os sentimentos, que não podem ser observados em laboratório como uma máquina, mas como um todo orgânico-anatómico. 



O cérebro serve para agir, a mente para conduzir a acção. Quando um indivíduo nasce, o cérebro não vem já completo nas suas ligações, mas com a capacidade para as fazer e depende depois do meio ambiente, educação e adaptação à vida, onde começa a aprender por si mesmo (fomenta operações no cérebro) fazendo as suas ligações, circuitos internos, de acordo com os seus propósitos de vida e propensões. Aqui entra em consideração o que a ciência recusa, que é de facto, o objectivo ou o propósito de vida que cada Ser traz à nascença, numa aprendizagem (memória do passado) trazendo o cérebro já determinadas características e finalidades a cumprir nesta vida.


O cérebro como órgão biológico, cresce e evolui; as suas redes de conexões, trajectos nervosos, dependem das decisões certas para que o cérebro evolua em harmonia e haja uma vida saudável mental. Quem toma a decisão de fazer essas ligações? A Ciência dirá que é o próprio cérebro que cria a consciência por um longo processo de evolução natural. Mas tal seria uma consciência rudimentar, e todos os cérebros tenderiam a realizar na vida as mesmas experiências e na realidade, cada ser é único no seu pensar e agir.



Algo está para além dessa consciência rudimentar do cérebro. Tal como os músicos vêm preparados cerebralmente, os tenistas também são outro exemplo. Se reparamos os grandes jogadores de ténis (os que preservam nessa modalidade), têm o formato dos olhos muito juntos. Eis um bom estudo para a ciência.



A grande precisão de colocar a raquete na posição correcta em milésimos de segundos, quando vê a bola atirada pelo adversário numa velocidade, que pode atingir, 200 a 220 kh é devido a um grande poder de concentração que advém da conjuntura biológica cerebral, trazendo a formação dos olhos preparados para tal. Ou seja, a concentração deriva da formação e posição dos olhos. Dirá a ciência, que as pessoas que preferem o ténis ou outro jogo, o fazem porque têm determinadas tendências que os leva para esse desporto. Contudo, deve haver uma razão biológica muito pessoal. Diríamos nós, que o êxito de um tenista está no seu poder de concentração que deriva da posição dos seus olhos, já nascendo com essa possibilidade. Deve ter havido uma aprendizagem (vida anterior), de treino no poder de concentração como uma prática espiritual ou alguma profissão que continha uma prática de observação muito minuciosa, e que desenvolveu grande poder de concentração, que nesta vida o seu cérebro já foi “construído” sobre determinado padrão genético, obedecendo à mutação que tinha feito anteriormente.



Um Ser com grande poder de concentração, é um sinal de evolução mental e espiritual. Ele pode realizar na vida, tarefas com segurança em si mesmo e grande precisão (menos erros), ter objectivos bem definidos, ideias e acções concisas. A determinação espiritual e a força para a vida são o fruto de aprendizagem, realização e de elevação noutras oportunidades (vidas anteriores), trazendo maior equilíbrio psíquico e mental, e deste modo, poder impulsionar com a sua capacidade de inteligência, o ambiente em que vive e até grande parte da humanidade.



Como dissemos no princípio do texto, a Meditação desenvolve a possibilidade de criar transformações ao nível das ligações neuronais, ocasionando desta forma mutações no sentido da evolução ou melhoramento do cérebro.



«Há doze anos que a Universidade de Madison, em Wisconsin estuda as mentes de oito monges a pedido do próprio Dalai-Lama. Chegaram à conclusão que a meditação regenera grandes quantidades de ondas gama e uma inusitada actividade no córtex pré-frontal esquerdo, uma zona que funciona mais em indivíduos optimistas e pouco ansiosos. A magnitude na emissão dessas ondas explica porque os monges conseguem pôr a funcionar simultaneamente um número de neurónios muito elevado. Até agora pensava-se que os seres humanos deixavam de produzir conexões neuronais quando terminava a infância, o que já foi negado recentemente, pela capacidade de o cérebro humano gerar novas conecções neuronais ao longo da vida».



No livro “O Silêncio”, escrito já há alguns anos e publicado em 2003, contrariando a Ciência escrevi que os neurónios se “multiplicavam” (conexões neuronais) durante toda a vida dos seres humanos. Hoje, a conclusão científica vem confirmar a minha teoria.



Ainda bem que hoje, se procura cada vez mais o conhecimento sobre o cérebro e seus mecanismos, como uma necessidade intuitiva de auto-conhecimento. Na realidade, o conhecimento sobre o cérebro e a sua funcionalidade será de grande utilidade e ajuda para uma vida saudável. Viver com a mente lúcida, é por si só, uma felicidade. 


Desta forma conhecer o cérebro é poder conhecer-se a si mesmo, já que o cérebro é o instrumento de percepção que nos torna conscientes da vida. Os conflitos da mente (causadores de doenças) originam-se de certas percepções, tais como sentimentos frustrantes, medos e inseguranças, que poderiam ser evitados, evitando assim o sofrimento. Usar correctamente o cérebro (pensamentos e emoções), beneficia o viver a cada instante, já que a maior parte das doenças advêm dos conflitos da mente, que por uma exaltação emocional, obriga o cérebro a alterar o seu calmo funcionamento, acelerando o trabalhar mecânico, o ritmo e ordenação.


Assim, Consciência-Mente-Corpo, ou Espírito-Alma-Corpo; combinam-se para formar o suporte à vida. Quando há um alinhamento equilibrado destes três “corpos”, o indivíduo desfruta de um estado global saudável.



Justo viver, que o mesmo é dizer, vida regrada e consciente, constitui uma forma harmoniosa para que o cérebro receba novas memórias, como também é um meio para remover os obstáculos (conflitos), que a Mente-Consciência impregnou no cérebro, no passado. 


Quando há remoção de obstáculos da mente (emoções exageradas, medos, dor, ansiedade), quer através de uma tomada de consciência dessas memórias, quer por alguma ajuda externa de terapia, quer ainda por uma prática de Meditação, ocorre uma grande libertação da energia da mente e permite uma enorme revitalização do cérebro. Quando isso acontece, quando o cérebro se liberta de obstáculos, as suas ligações e transmissões flúem e permitem um desanuviamento mental e naturalmente maior lucidez, maior capacidade intelectual, que vai permitir usar inteligentemente a energia de vida.

Livro " Folhas de Luz-Antologia" de Maria




Fiquem com Luz
 ! 
e sempre observem tudo com a verdade do seu coração !  
A Vitoria da Luz esta próxima...! 


Ssapyará (Rinaldo)
Blogwww.caminhodecura.blogspot.com.br
Blog - 
www.rinaldoalvesfotografias.blogspot.com.br
Email - rochalve@msn.com